quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Terminalidade

Não há opção. Não há como abrandar ou modificar a ditadura do tempo. Amanhã terminará aquilo que começou exatamente há um ano e daqui a um ano vai terminar o que vai começar amanhã. 2010 se retira à meia-noite e 2011 desponta em seguida. Tem sido assim desde a criação dos céus e da terra. Não se pode dizer que 2010 está doente e precisa sair para dar vez a um outro ano mais sadio. 2010 seria substituído por 2011, estando ou não sadio.

Outro fim inexorável é o fim da vida. Esse, sim, é mal visto e indesejado por quase todos. Em certo sentido, todos estamos no estado terminal, já que ninguém é absolvido da morte. Mas é na velhice que se pensa mais na morte. Temos inventado muitas expressões para nos referir à velhice de modo mais educado e encorajador: terceira idade ou a melhor idade etc. Outro dia, a advogada Ângela Tuccio, responsável pelo departamento jurídico do Hospital São Camilo, em São Paulo, usou uma palavra muito apropriada: esse último estágio da vida humana deve ser chamado de terminalidade.

Isso me fez lembrar a melhor descrição de terminalidade jamais escrita. Ela está no último capítulo de Eclesiastes, que descreve magistralmente a decrepitude humana — com a idade, tanto a audição como a visão diminuem progressivamente, as pernas ficam fracas e as mãos começam a tremer, os dentes caem, os cabelos ficam brancos, caminha-se perigosamente e passa-se a temer os lugares altos. O auge da terminalidade é descrito como a lamparina de ouro (o dom da vida) que cai e quebra ou como o pote de barro que se despedaça quando a corda que o prendia se parte. O leitor de qualquer idade fará muito bem se ler atenciosamente o 12º capítulo de Eclesiastes.

Há poucos dias, encontrei-me com um missionário irlandês muito enfermo. A doença é grave, progressiva e sem esperança de cura, chama-se ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica). Aos amigos, ele confidenciou: "Eu tenho ELA, mas Ele me tem!". Esse mesmo amigo, de 66 anos, também declarou: “Se o Senhor me curar, vocês verão a glória de Deus; e se ele não me curar, eu é que verei a sua glória!”.

Que neste novo ano, sua confiança em Deus, seu respeito por Jesus Cristo e sua disposição de não entristecer o Espírito Santo cresçam a olhos vistos, para você mesmo e para a comunidade. A esperança deve pesar muito mais do que as lamúrias neste final de ano e neste início de outro ano!

Elben César
Ultimato Online

domingo, 19 de dezembro de 2010

Um milagre para Milagres...

Atendendo um chamado especial de Deus, jovens e senhores e senhoras estarão na cidade de Milagres CE, levando a mensagem do milagre da salvação através de Jesus, e louvamos a Deus, porque a igreja olhou para o sertão e ao ouvir o clamor do povo que sem direção se encaminham rumo ao precipício. Deus tem usado o ministério Juvep para expansão da mensagem salvadora ao sertão nordestino, lugar dos esquecidos, é por isso que devemos fazer frentes de oração por esse ministério que tem abençoado varias cidades sertanejas com a pregação da palavra de Deus.

Milagres CE - Festa de nossa Senhora dos Milagres (Foto Claudio Bezerra)
No próximo projeto que será realizado em janeiro, as inscrições já foram encerradas, pois o numero já ultrapassou a meta do projeta para esta etapa no mês seguinte, mas já é possível fazer sua inscrição para o próximo no mês de julho.

(Extraído do site da juvep) Este projeto no mês de janeiro será realizado em uma cidade cujo nome é Milagres, uma homenagem à padroeira da cidade, Nossa Senhora dos Milagres. Nas suas origens, o lugar já se chamou Freguesia de Milagres.

Suas origens datam do Século XVIII, quando colonizadores brancos instalaram-se próximos ao sítio denominado Pilar, local onde ainda acostaram forasteiros e índios Tapuias, iniciando um conflito pro posses de terra, o que deu origem a um povoado.

As primeiras manifestações religiosas datam do ano de 1735, quando o Capitão Bento Corrêa Lima edificou a primeira capela local. As terras onde foi construído o patrimônio eram de posse do Capitão Bento e de seus filhos. Elas foram doadas no dia 16 de agosto de 1746.

A elevação deste povoado à categoria de vila ocorreu no dia 1º de abril de 1813. Sua elevação à condição de Município ocorreu no dia 17 de agosto de 1846.

É uma pequena cidade do cariri cearense, distante 402 km da capital do estado, com uma população de quase 30 mil habitantes. Apenas 1,1% de sua população conhecem a Cristo. Com apenas quatro igrejas evangélicas pequenas, é um município muito necessitado de mais evangelização. Cremos que uma nova igreja vai ajudar significativamente o crescimento do Povo de Deus na cidade e que o Projeto Missionário será um marco na vida espiritual de todos os seus moradores.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Plantação de Igreja em Currais PI

Louvado seja Deus, o sertão receberá mais uma força por parte da igreja...

Leiam este convite e façam sua inscrição o mais rápido possível, as vagas são limitadas! 95% responderam nossa enquete que a responsabilidade de evangelizar o sertão é nossa, então chegou a hora, só depende de você!



Amados Irmãos

Graça e Paz do Senhor Jesus Cristo!

Com forças unidas planejamos plantar mais uma igreja no Piauí. Nos dias 12-24 de janeiro, de 2011 funcionará este esforço evangelístico em Currais-PI, com base de apoio da ICE de Bom Jesus.

Desafiamos você irmã e irmão jovem / adulto para se desempenhar nesta nobre tarefa de levar a Boa Nova para muitos moradores da cidade de Currais. Além disso , você receberá um treinamento adequado pela equipe do Pr. Tinôco de Belo Horizonte. Você vai conhecer uma outra maneira de evangelizar a pessoa e retornar para sua igreja animado e com novas ideias. Venha e participe neste privilégio de ajudar nascer mais uma igreja no Piauí.

Os custos pra você são: Despesas da viagem, mais a taxa de R$ 60,00. Entre em contato com um dos três responsáveis até 20 de dezembro (veja no cartaz).

Que os Senhor da ceara chame o seu exército para realizar esta obra!
Saudações em Cristo Jesus

Pela equipe de coordenação
Martin Baumann                                                                                  Barras, 10 de novembro de 2010

sábado, 4 de dezembro de 2010

Exemplos de amor e fé: Prs. Silas e Oneide

 Quero nesta oportunidade fazer menção ao meu grande amigo e companheiro de luta Pr. Silas Queiroz. Os Prs. Silas Queiroz e Oneide trabalham na região do brejo paraibano e pra mim são exemplos de fé, amor e compaixão pelas vidas sedentas do evangelho.


No período em que estive na de cidade de Araruna – PB, cidade natal de minha esposa, tive a honra e o privilegio de conhecer este pastor que se tornou este exemplo em minha vida. O Pr. Silas estava dirigindo uma igreja grande na cidade de Ghuriem PB, quando por Deus foi chamado a ir para cidade de Araruna para assumir um trabalho que estava no inicio e já em ruínas, e apesar de estar em uma igreja grande e que ele mesmo depois de muita luta ter iniciado, atendeu o desafio e foi para Arauna, de lá coordenou aquele trabalho e ainda outros que foram abrindo, como o caso de Passa e Fica - RN, Pau Ferro e Cacimba de Dentro – PB. Sem medo e com poucas condições financeiras e quase sem condições, confiou nas providencias de Deus.

Impacto Passa e Fica no RN


Tudo parasse tão bonito, mas o Pr. Silas enfrentou coisas tremendas e as provações foram terríveis, situações que o fizeram sentir que ele não era forte a ponto de até querer desistir, entretanto confiava nos planos de Deus, e que jamais ele seria provado além do que pudesse suportar, e assim ele esta transpondo as barreiras pela fé. Tudo isso é para louvor e gloria do nome do Senhor. Quero aqui deixar palavras de força e animo ao meu amado amigo e guerreiro do evangelho de nosso Senhor Jesus.


Peço aos amados leitores do Missionário Sertanejo, que adotem os Prs. Silas e Oneide em suas orações.
Missionários Sertanejos e Prs. Oneide e Silas


sábado, 27 de novembro de 2010

Um grande exemplo de amor pelo evangelho (Baucamp)


Templo sendo construido

Neste mês de novembro Deus abençoou o Brasil e mais especificamente o nosso Piauí com mais uma igreja construída na zona rural do estado. Isto mesmo, apesar de Demerval Lobão localiza-se a pouco mais de 30km da capital Teresina, nota-se a precariedade no âmbito social e econômico, pois são muitos esgotos a céu aberto, falta saneamento básico e é fácil perceber que a cidade sofre por ter varias ruas sem sequer um calçamento.




Mulheres Suíças
Neste mês de novembro 11 irmãos da Suíça estiveram em Demerval Lobão/PI/BRA, realizando mais um projeto missionário de edificação de um novo templo. A exemplo de Amarante-PI, São Francisco-MA, Floriano-PI, Miguel Alves-PI, mais um templo foi construído em regime de mutirão, e este projeto é chamado de Baucamp (Acampamento de construção) e tem como finalidade a construção de templo, principalmente no interior do Piauí. Este é um projeto da SAM (Aliança Missionária Suíça) objetivando a expansão do evangelho nestas regiões onde a igreja pouco se preocupa em alcançar; e isto tem aberto os olhos da igreja à necessidade de se levar o evangelho ao sertão e zonas rurais, não só do Piauí, mas de todo nordeste. Um fato interessante alertado pelo Pr. Beat Roggensinger é que:

“A zona rural do Piauí baseado no censo 2000: Mais que 1’000’000 de pessoas moram na zona rural de uma população pouco maior que 3 milhões de habitantes no Estado do Piauí. Quantas igrejas evangélicas se encontram na zona rural? Muito pouco! Quase não existem evangélicos na zona rural ou seja: 1 milhão de pessoas não tem acesso ao evangelho.”

Isto é preocupante, e nós como igreja do Senhor temos que nos levantar como verdadeiros guerreiros do evangelho, e anunciar onde não foi anunciado, edificar onde não foi edificado e levar o amor de Deus onde esta palavra é desconhecida. Jesus chorou ao ver o povo se perdendo, porque estavam sem direção, eram como ovelhas sem pastor, e nós, será que estamos tendo este olhar de compaixão de Jesus? Vamos avançar igreja do Senhor e fazer de nossa missão, a nossa vida e razão de existir.


Suíços Construtores

Louvemos a Deus porque mesmo com estes dados alarmantes, 11 pessoas se dispuseram a vim de tão longe e fazer a sua parte, foram 5 homens e 6 mulheres, isto mesmo 6 mulheres que pegaram na inchada e nos tijolos para construir, eles tinham entre 18 a 68 anos e fizeram muito em pouco tempo, e claro tiveram a ajuda de alguns irmãos brasileiros que puderam auxiliar no serviço. Oremos por estes irmãos, oremos pela zona rural e pelo sertão, e que mais pessoas se levantem para contribuir com crescimento do evangelho nestas regiões.

 
 
Fotos: Pr. Beat

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Missão Integral para o Sertão! EU DEFENDO!!!

O Livro “O que é missão integral?” de René Padilla mostra claramente a missão da igreja, bem como o seu dever como responsabilidade social e espiritual, e o meu grande desejo é que isso seja resgatado pela igreja  e que o nosso sertão sinta o reflexo dessa grande missão.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Desperta para o sertão!


O sertão nordestino é um dos lugares mais atingidos pela falta d’agua e pela fome, pois as chuvas são poucas e sem ela o gado morre, a roça não dá o seu fruto. Depois de quatro anos trabalhando com plantação de igreja e evangelismo no sertão e cidades do Piauí, pude perceber a grande necessidade de se fazer missões de forma integral no sertão nordestino, pois falamos muito da salvação da alma, mas o povo necessita mais que isso, afinal o seu gado esta morrendo e a roça não esta dando seu fruto e chegam os crentes falando de salvação da alma, não que isso não seja necessário, mas existe um conjunto de coisas que a igreja precisa fazer para que de alguma forma o sertanejo perceba que alem da alma, estamos preocupado com seu estado físico.

Em julho 2007 eu e minha esposa participamos do 47º projeto missionário da Juvep, num povoado chamado Lameirão, um sitio da cidade de Jardim CE, quando estávamos na operação campo, onde saímos pela manhã apenas com dois biscoitos e uma banana para um lugar totalmente inóspito, eu e minha esposa nos deparamos com varias situações marcantes, e uma delas marcou muito nossas vidas, ao entrar na casa de uma senhora de seus 55 a 60 anos, encontramos ali varias imagens na parede e como não deveria faltar na casa de um cearense idolatra, uma estatua de Padre Cicero e outra do Frei Damiao nos recepcionava pelo tamanho, e ao expor a palavra de Deus a ela, aquela mulher ficou impressionada com as coisas que a bíblia dizia, e principalmente quando dirigidos pelo Espírito mostramos através da palavra o quanto Deus abominava aquelas imagens, mas algo incomum para nós e comum no sertão aconteceu; perguntamos a ela se ela conhecia a pessoa que estava pintada num quadro em sua parede (“imagem de Jesus”) e para nossa surpresa ela nos respondeu que não e ao falarmos que se tratava de Jesus, ela nos perguntou quem era esse Jesus, e abismados com aquilo apresentamos Jesus e o plano de salvação para aquela mulher e ela ali mesmo entregou a sua vida ao Senhor, depois fui embora alegre e ao mesmo tempo triste porque sabia que depois daquela visita, dificilmente ela receberia outra igual falando de Jesus.

Necessitamos urgentemente alargar nossa visão para o nosso querido sertão, e enxergar que o povo morre por falta da água para beber e principalmente da Água Viva que é Jesus. Alargar a visão para o sertão é orar, ir ou contribuir para que se faça missão não por uma época e muito menos por um momento, mas que seja uma missão completa onde seja solidificada a fé e a esperança de um povo sofrido.

Que Deus nos abençoe e nos faça enxergar o nosso sertão como uma grande responsabilidade que infelizmente estamos em falta.

Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá. (Efésios 5.14)





O QUE É O PROJETO TRI-RADICAL SERTÃO?

É uma desafiadora iniciativa missionária com o objetivo é ver igrejas plantadas entre populações não alcançadas do sertão rural incluindo comunidades quilombolas e povos indígenas do nordeste. Equipes solidárias, de jovens e adultos dispostos a viver um estilo de vida simples, levarão o Evangelho transformador de Deus à região de um dos maiores desafios missionários em terras tupiniquins.

O Tri-Radical Sertão é, também, parte importante do processo de preparo de novos missionários.

O Projeto Radical Sertão é um programa do Ministério JUVEP, que desde 1982 desenvolve no nordeste brasileiro o preparo de novos líderes, despertamento missionário de igrejas locais e plantação de igrejas em cidades do sertão nordestino em parceria com as várias denominações evangélicas de todo país. Desde 1998 a Juvep implantou o Centro Nordestino de Missões, assim ampliando o seu trabalho para a preparação e envio de missionários transculturais.

sábado, 13 de novembro de 2010

Entrevista com Pr. Beat Roggensinger

É com muita alegria que entrevistamos via e-mail o Pr. Beat Roggensinger, ele é um missionario Suiço e faz parte da SAM (Missao Suiça) que tem doado anos de sua vida juntamente com sua familia em prol da evangelização no sertão piauiense, onde destacamos com louvor a projeto Pró-Piauí, que foi dirigido por ele e foi intrumento nas maos do Senhor na abertura de varios trabalhos no interior do Piauí, podemos citar alguns deles como Colonia do Gurgueia-PI, Amarante-PI, São Francisco-MA, Floriano-PI... enfim foram diversos trabalhos onde resultaram em muitas vidas que foram libertas da escravidao do pecado e hoje vivem para louvar e exaltar o nome do nosso Deus. Hoje o Pr. Beat esta de volta depois de dois anos na Suiça, e ao saber de outro grande projeto para salvação do sertanejo é que resolvemos entrevista-lo. Fique a vontade, leia, comente e deixe seu recado de incentivo...

Graça e paz Pr. Beat


Pr. Beat Roggensinger

Amado pastor, com o objetivo de informar e incentivar a igreja a olhar para o sertão nordestino que hora morre na seca espiritual por falta de obreiros o de incentivos, e até mesmo de recursos disponíveis para os que assim se interessam, é que venho pedir que nos conceda esta pequena entrevista com três perguntas.

Na esperança que isto irá incentivar sua igreja, é que oramos e pedimos que o Senhor nos use grandemente para esta grande obra.


1 – Diante de tantos desafios para o sertão nordestino, quando ouvimos falar da seca, da fome e das necessidades físicas do sertão; o que lhe vem a mente ou coração?

É um povo sofrido em todas as áreas de vida. É um povo enganado pelo governo e pela igreja católica. É um povo negligenciado e discriminado por todos.



2 – Sabemos que o Pró-Piauí foi e esta sendo um grande instrumento nas mãos do Senhor, e que pôde revelar vários missionários, no qual me incluo juntamente com minha esposa, mas, sabemos também das grandes dificuldades e entraves enfrentados, mas em sua análise, qual dos momentos de plantação de igreja que marcou mais a sua vida, e o momento em que o senhor pensou que faltou algo?

O que marcou a minha vida e me alegrou muito era a concentração do projeto missionário com quase 100 participantes de muitas denominações e vários países. No Reino de Deus não existe nem nacionalidade, nem denominação. Somos todos filhos de Deus. Esta visão é força. Como os políticos dizem: “Unidos somos fortes”. Onde há união, o Reino de Deus cresce.

O que sinto dos desafios é exatamente a mesma coisa. Não terá uma sala batista, uma sala cristã evangélica, uma sala presbiteriana, uma sala assembléianos no céu.O que não aprendemos aqui na terra, trará problemas no céu. Como não terá problemas nos céu, me pergunto, como as igrejas divididas, separadas, exclusivas vão entrar neste lugar santo?

3 – Ouvimos muito falar do Pró-Sertão, e isto tem alegrado profundamente o nosso coração. Nos fale um pouco sobre este projeto, e qual a palavra de incentivo aos leitores do Missionário Sertanejo?

Este novo projeto ainda está em construção. A idéia é mobilizar as igrejas locais através de incentivo e treinamento para que ela assume a responsabilidade que foi dada a ela pelo Senhor. No Piauí um terço da população mora na zona rural (IBGE – 2000). Todos nós sabemos o que isto significa. Significa que mais que 01 milhão da população vive sem igreja, sem conhecimento da verdade libertadora. Cada igreja pode abrir um trabalha na zona rural.

No Rancho da Lua em Demerval Lobão estamos preparando um centro de treinamento de missionários para o sertão. Ofereceremos um treinamento de alguns meses e um acompanhamento quando os missionários vão ser cedidos às igrejas interessadas para alcançar os interiores.

Um forte abraço,

Agradecemos muito sua entrevista Pr. Beat, e a nossa oração é que Deus contiue abençoando este projeto, porque é de Deus e seus planos não podem ser frustrados, e quão formosos são os pés dos que anunciam as boa obras.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Você conhece o Radical Sertão?

Nueli e Noelma estão na região sudeste do Brasil para divulgar o projeto

Não deixe de agendar uma visita para saber mais sobre o ministério da Juvep que tem sido muito eficiente no alcance da zona rural no sertão nordestino.

Radical Sertão é um projeto da Juvep que desafia jovens de 18 a 80 anos a dedicarem um ano e meio de suas vidas para evangelizar a zona rural do sertão. Com o intuito de implantar igrejas em pequenos povoados, as turmas se preparam durante seis meses na Escola de Missões Transculturais da missão, e depois os grupos se deslocam para um local previamente escolhido, normalmente sem nenhuma presença evangélica, para ali fixar residência por um ano. Durante este período, os membros do Radical devem se envolver com algum trabalho social, a fim de entrosar-se com a comunidade. A partir da amizade desenvolvida, o Evangelho é pregado e daí nascem novos discípulos de Cristo que formarão a Igreja daquele local.

Duas participantes do Projeto Radical Sertão estarão visitando o estado de São Paulo neste mês:

• Nueli é natural de Olinda, PE, fez parte da primeira turma do Radical Sertão e coordenou a segunda.

• Noelma é natural do município de Ibiara, PB e participou da segunda turma.

Ambas decidiram continuar no campo após o término do Radical e querem compartilhar com as igrejas suas experiências no campo missionário, além de divulgar que em janeiro próximo inicia-se mais uma turma do Radical.

Amados intercessores do sertão, a nossa finalidade é divulgar o nosso sertão como campo prioritário e de grande importância na evangelização, uma vez que a maioria dos obreiros estão migrando para os grandes centros, ontem mesmo em uma discussão em sala de aula no Seminário Teológico Batista de Teresina – STBT, o Pr. Isaias (Prof. De Hermenêutica) falou da dificuldade de encontrar obreiros para ir ao interior, mas os formandos do seminário preferem ficar nas capitais. Temos como responsabilidade expor a importância de salvar o sertanejo, principalmente os esquecidos que se encontram em lugares inóspitos.

Veja no site da Juvep e entenda mais sobre o projeto Radical Sertão.

Cleber Campos

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

E quem há de ir por nós?

Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.

Isaias 6.8

Amados, fico feliz quando vejo a disposição de alguém para ir, e fazer missões, para evangelizar, anunciar aquele que por nós se sacrificou e nos deu uma nova chance de vida eterna com Ele. Fico feliz quando alguém como profeta Isaias responde ao Senhor, Eis-me aqui, envia-me a mim. O que isto representa para você? Queridos não existe atitude mais nobre, e com isto quero externar a minha felicidade ao receber a mensagem logo abaixo de minha irmã e amiga Rayane, que resolveu dizer ao Senhor o Eis-me aqui e assim participar do projeto missionário da Juvep em Janeiro próximo.

Leia com carinho este recado e adote esta missionária...

" FIEL É O QUE VOS CHAMA, O QUAL TAMBÉM O FARÁ" I TESSALONICENSES 5:24



Confiando nessa promessa do nosso Deus, eu estou dispondo minha vida, meus dons e meu tempo pra servir ao meu Deus em tempo integral durante o mês de janeiro no Projeto Missionário da JUVEP. È uma honra e um desafio pra mim dizer sim!

Confesso que tenho meus medos e que existem barreiras a ser rompidas, por isso venho até os amados através desse email, pedir a intercessão dos mesmos por esse projeto, pela cidade a ser alcançada MILAGRES-CE e pela minha vida, que Deus me capacite e retire de mim todos os medos e temores. Orem para que aqueles dias sejam dias onde a gloria de Deus vai se manifestar, e onde pessoas vão ouvir sobre o Amor de Deus, que muitos possam se render ao pés do Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Peço ainda que os amados, ao lerem esse email, me respondam confirmando as vossas orações pelo Projeto e por minha vida.

Sem mais para o momento,

Grata pela atenção e orações

Abraço fraternal e a serviço de vós, em Cristo.

Rayane de Sousa.

"Quão formosos são os pés dos que anunciam as boas novas!"

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Tomando o cesto e distribuindo o Pão!

E Jesus, chamando os seus discípulos, disse: Tenho compaixão da multidão, porque já está comigo há três dias, e não tem o que comer; e não quero despedi-la em jejum, para que não desfaleça no caminho.
Mateus 15.32

O que me impressiona neste relato da multiplicação dos pães e peixes, foi a forma em que Jesus chamou os seus discípulos e declarou sua compaixão pela multidão... O sertão nordestino hoje passa por uma fase tão qual a de anos atrás quando uma grande seca que matou seus animais e povo sofria a míngua de fome e sede, pais de família tiveram de sair em busca de ajuda e muitos destes até hoje não voltaram.
No texto acima vemos uma multidão seguindo Jesus e a três dias estavam sofrendo por estarem com fome, pois nada tinham para comer, então aflorou-se a compaixão de Jesus; e o que isso tem haver com o sertanejo? Vou lhes contar:
Hoje existem multidões de sertanejos que passam por grande fome, e muitos deles querem seguir Jesus, ou pensam estar seguindo a seu modo é claro, o fato é que querem seguir Jesus com fome, porque não tem quem sacie... Ou tem, mas são poucos ou não se dispõem, ou não são motivados a ir... Jesus mostra sua compaixão mostrando aos discípulos como deveriam fazer, não despachando o povo para que fossem embora sem ser alimentada, mas Jesus os leva a uma ação, a ação de tomar os cestos e distribuir ao povo os pães e os peixes. A compaixão que Jesus teve e tem, deve nos motivar a saciar a fome de uma multidão de sertanejos que vivem a míngua da palavra de Deus, e o Senhor Jesus nos convoca a tomar nossos cestos e distribuir o pão que da vida, água que vivifica o pecador e da uma nova esperança. O sertão nordestino precisa de Jesus, precisa ser alimentado, sua sede precisa ser saciada com o poder regenerador do evangelho de Cristo.

Missionário Sertanejo

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Juvep define a cidade que sediará o próximo projeto missionário de férias

Milagres: esse é o nome da cidade que vai receber o 54º Projeto Missionário de Férias da Juvep.
No mês de janeiro de 2011. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas direto no site:
http://www.juvep.com.br/projetomissionario/

Milagres é uma pequena cidade do cariri cearense, distante 402 km da capital do estado, na região de Juazerio do Norte.

Com uma população de quase 30 mil habitantes, apenas 1,1% conhecem a Cristo. Com quatro igrejas evangélicas pequenas, é um município muito necessitado de mais evangelização. Cremos que uma nova igreja vai ajudar significativamente o crescimento do Povo de Deus na cidade e que o Projeto Missionário será um marco na vida espiritual de todos os seus moradores.

O nome Milagres é uma homenagem à padroeira da cidade, Nossa Senhora dos Milagres. Nas suas origens, o lugar já se chamou Freguesia de Milagres. Suas origens datam do Século XVIII, quando colonizadores brancos instalaram-se próximos ao sítio denominado Pilar, local onde ainda acostaram forasteiros e índios Tapuias, iniciando um conflito pro posses de terra, o que deu origem a um povoado.

As primeiras manifestações religiosas datam do ano de 1735, quando o Capitão Bento Corrêa Lima edificou a primeira capela local. As terras onde foi construído o patrimônio eram de posse do Capitão Bento e de seus filhos. A elevação deste povoado à categoria de vila ocorreu no dia 1º de abril de 1813. Sua elevação à condição de Município ocorreu no dia 17 de agosto de 1846.

Venha fazer parte do exercito de Deus que irá mudar a história de Milagres, anunciando o maior milagre de todos os tempos: o nascimento, vida, morte e ressurreição de Cristo Jesus. Junte-se a centenas de jovens e adultos de todo país, que todos os anos dedicam suas férias para servir ao Senhor evangelizando no nordeste brasileiro, através da Missão Juvep.

Contamos com você, seja com sua participação ou oração

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Pense e repense!!!

Todos os dias ao acordar olhamos em nossa volta e pensamos no que vamos fazer, no horário marcado, nos compromissos assumidos. Pensamos na vida corrida e cheia de desafios pessoais, e naquilo que podemos ou não conseguir. Existem pessoas que jogam na loteria pensando em mudar de vida e talvez estruturar a sua família, há pessoas pouco preocupadas com isso e levam a vida sem grandes compromissos, há pessoas que tiveram grandes oportunidades de estudar e “se dar bem”, outras só de “se dar bem”, mas há aquelas que não tiveram oportunidades e que vivem em situação de miséria e fome. Sei que parece que mudei o assunto; onde estamos nós que acordamos e pensamos em nós mesmos... O grande problema esta aí, é difícil pensar no próximo, agir por eles e interceder por eles, mas independente do que cada pessoa é ou representa, uma coisa todos precisam, e isso eles tem em comum, todos precisam de Cristo, e ao acordarmos não pensamos nessas pessoas, simplesmente focamos os nossos olhos nas coisas que vão satisfazer os nossos próprios interesses. Ouve o caso que me chama muito a atenção, que é a historia do bom samaritano, veja só:
E eis que se levantou um certo doutor da lei, tentando-o, e dizendo: Mestre, que farei para herdar a vida eterna? E ele lhe disse: Que está escrito na lei? Como lês? E, respondendo ele, disse: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo. E disse-lhe: Respondeste bem; faze isso, e viverás.
29 Ele, porém, querendo justificar-se a si mesmo, disse a Jesus: E quem é o meu próximo? E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo. E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo. Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão; E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele; E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar. Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores? E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira. (Lucas 10.25-37)
Muitas vidas estão correndo para o precipício nos dias de hoje, e nós estamos sendo o sacerdote da historia, o levita da historia, desta vez estes nomes não são tão atrativos; precisamos ser o samaritano desta historia, e colocar o foco de nossa missão em pessoas que precisam de Cristo... “porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”; (Romanos 3.23)

Por. Cleber Campos (Missionário Sertanejo)

sábado, 9 de outubro de 2010

Dados do Sertão

A região Nordeste é uma das cinco regiões do Brasil definidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 1969. Ela possui uma área semelhante à da Mongólia, uma população, relativamente, pouco menor que a da Itália e o IDH próximo ao da Síria. Em comparação com as outras regiões brasileiras, tem o terceiro maior território, o segundo maior colégio eleitoral (com 34.377.377 eleitores nas eleições de 2008) e o pior IDH.
É a região brasileira que possui o maior número de estados (nove no total): Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco (incluindo o Distrito Estadual de Fernando de Noronha e o Arquipélago de São Pedro e São Paulo), Rio Grande do Norte (incluindo a Reserva Biológica Marinha do Atol das Rocas) e Sergipe.
Na época do Brasil Colônia, a região Nordeste foi o berço da colonização portuguesa no país, de 1500 até 1532, devido ao descobrimento por Pedro Álvares Cabral com o objetivo de colonização exploratória, que neste caso consistia em extrair pau-brasil, cuja tinta da madeira era utilizada para tingir as roupas da nobreza europeia. Com a criação das capitanias hereditárias, deu-se o início da construção da primeira capital do Brasil, Salvador, em 1549. Desde o início, foi criado o governo-geral no país com a posse de Tomé de Sousa.
Em relação aos aspectos naturais, há as presenças dos climas equatorial úmido, litorâneo úmido, tropical e tropical semiárido, sendo que o último é predominante. A cobertura vegetal predominante é a Caatinga, mas também há faixas importantes de Mata dos Cocais, Mata Atlântica e Cerrado. Existem diversos tipos de plantas na caatinga, sendo uma delas o mandacaru, um tipo de cacto, que pode ser considerado como um reservatório natural de água, mas em dimensões irrisórias para o consumo do contingente da região.
Na região do sertão podem ser encontrados vários poços subterrâneos, porém sua água é salobra. A sua dessalinização ainda é um processo caro e que pode ser um incômodo para os políticos que forem aversos ao desenvolvimento do local, já que libertaria a população da Indústria da seca. Existem grandes açudes em algumas cidades, mas que são mal utilizados. Uma solução para grandes períodos de estiagem é a criação de cisternas. Esse fato constitui-se um dos principais problemas da gestão integrada de recursos hídricos no Brasil.
Em áreas que estão afastadas do oceano e isoladas por regiões montanhosas como o Planalto da Borborema ocorre a escassez de água causada pela estiagem, principalmente em períodos em que o fenômeno El Niño se manifesta. Em períodos de longas secas, como nas décadas de 1950 a 1980,[3] vários nordestinos morreram de sede, inanição ou de doenças e problemas de saúde causados pela seca, fazendo com que muitos dos sobreviventes se mudassem para outras regiões. Entretanto, parte do Maranhão não sofre com problemas de seca, por estar situado às margens do complexo regional da Amazônia.
O Nordeste é também conhecido,nacionalmente pelos seus dialetos e sotaques próprios. A característica mais conhecida é a do sotaque chamado, vulgarmente, "arrastado", devido ao excessivo uso de exclamações durante o diálogo em algumas áreas da região, além de expressões únicas.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Relatório de atividades do 53º Projeto Missionário Juvep

Mais uma igreja plantada!!!

A Juvep desta feita, em parceria com a Primeira Igreja Batista da Convenção em Barbalha/Ce, plantou mais uma igreja no sertão nordestino, desta vez na cidade de Mauriti/Ce, cuja presença evangélica era de apenas 1,1% de sua população.

O Projeto Missionário durou 24 dias e contou com a participação de 86 irmãos de 35 denominações, 43 igrejas, 36 cidades, 14 estados do Brasil e 03 países: Alemanha, Guiné Bissau e Suíça.

1. APRESENTAÇÃO DO FILME JESUS
Total de expectadores: Aproximadamente 760.

2. EVANGELIZAÇÃO (zona rural e zona urbana)
Total de decididos (cidade/povoado/sítios): 210
Nossa expectativa é que 10% a 15% destes se firmem nos próximos meses.

Total de visitas realizadas: 2288;

Foram realizados 55 cultos e 13 apresentações do Filme Jesus;

Total de pessoas que ouviram o evangelho: Cerca de 6.000.

3. DISTRIBUIÇÃO DE LITERATURA EVANGÉLICA (zona rural e zona urbana)

Bíblias: 327;

Novos Testamentos: 41;

Evangelho de João: 500;

Folhetos: 2500 (aproximadamente).

4. TRABALHO COM CRIANÇAS

Foi realizado trabalho evangelístico com crianças na zona urbana, num período de 4 dias, com a presença de cerca de 300.

5. POVOADOS E SÍTIOS ALCANÇADOS

Santo Antônio, Alto do Vermelho, Curtume, Serra Vermelha, Cajueiro, São Miguel, Gravatá, Vieira, Macela, Fortuna, Luciano, Quixabá, Extrema de Cima, Extrema de Baixo, Coité, Brejo Grande, Olho d’água Pequenino, Lagoa do Curtume, Santanas, Arauá, Mararupá, Serra Brava, Apanha Peixe.

6. AÇÃO SOCIAL

Foram realizadas palestras no Centro Educacional Mauriti sobre prevenção contra drogas e violência.

7. OBREIROS

Pr. Rogério e Miss. Ana Maciel e seu filho: Rogério Filho (12 anos)

Rua Benjamim Constante, 154, Centro – Mauriti-Ce – Cep. 63.210-000

Email: anarogerios@hotmail.com Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

Oremos por esta família que estará à frente da nova igreja:

“Igreja Batista em Mauriti”.

Vidas foram libertas do pecado, de demônios, de vícios, de depressão. Lares foram restaurados, vidas foram curadas, os crentes passaram a ser vistos com mais respeito como Povo de Deus, amáveis, sociáveis e que pregam um Deus Vivo. Histórias foram mudadas após o Projeto Missionário. Quantos missionários não surgirão destes, que durante tanto tempo estavam em densas trevas, mas hoje, graças ao Senhor, conheceram e receberam a verdadeira Luz. Essa conquista não é somente nossa, mas de todos que permitiram ser usados por Deus para esse propósito, tendo coragem de dizer sim para o desafio missionário. Rogamos a Deus que abençoe grandemente a cada participante que esteve conosco no sertão, quem contribuiu para que alguém estivesse, ou ainda, quem esteve orando pelo bom êxito dessa missão.

Coordenação do Projeto Missionário

domingo, 1 de agosto de 2010

Dois Projetos que agradam a Deus!

Neste fim de semana encerraram-se dois grandes projetos evangelísticos no sertão nordestino.

Um foi realizado no Piauí, na região de Cocal da Estação, onde ouve a pouco tempo um rompimento de uma barragem, deixando varias pessoas desabrigadas e outras famílias destruídas, porque não tiveram tempo de sair de suas casas. Este projeto foi liderado pelo Pr. João Tinôco, com o Projeto Água Viva – PROAV: AME – SOS Global; SAM – Missão Suíça no Brasil. Este é um projeto de missão integral, onde a preocupação é voltada para o todo, tanto da alma como das necessidades físicas de cada individuo.

Outro projeto, foi o projeto missionário da Juvep, que desta vez foi realizado em Mauriti CE, e contou com mais de 80 projetistas. Este projeto que é liderado pela missão Juvep que atua em diversas áreas, todas voltadas para grande comissão, ou seja, para missões, tem atuado fortemente na região sertaneja do nordeste, ocupando lugares totalmente inóspitos com a grande noticia do evangelho de Cristo. Este é o 53º projeto que acontece de seis em seis meses.

Amados leitores do Blog Missionário Sertanejo, oremos pela continuidade do trabalho nestas regiões, e que Deus dê o crescimento a cada pessoa que entendeu e aceitou o grande plano de salvação de Cristo em suas vidas. Em breve estarei dando mais detalhes dos resultados destes dois projetos, entretanto, não deixem de orar pelas vidas alcanças nestas duas regiões.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Reportagem do Sertão em tempo Real

Um projeto de Deus,

O projeto Juvep esta na sua 53ª edição na evangelização do sertão nordestino, e isto é maravilhoso demais, porem, ainda é pouco, são mais 12 milhões de sertanejos precisando da salvação de Jesus, precisaria vários projetos missionários como este para enfim, cumprir a grande comissão da evangelização. Desta vez o projeto esta acontecendo em Mauriti CE, e conta com 80 projetistas, jovens, senhores e senhoras engajados pela evangelização daquele lugar, um lugar com mais de 42.000 habitantes, mais com estas 80 pessoas o evangelho tem sido anunciado, o projeto já esta nos seus últimos dias ali, e esperamos que mais uma igreja seja levantada para gloria de Deus Pai.

Alguns dos acontecimentos em Mauriti foram narrados em poucas palavras para que todos possam saber um pouco do que tem acontecido na cidade que Deus escolheu para o Projeto Missionário de Julho/2010.
De bengala para Jesus
Seu Fernandes e Dona Geralda, ambos com mais de oitenta anos, de frente à sua casa ouviam a Palavra de Deus pregada no culto que realizamos na sua vizinhança. Joselito (BA) pregou e fez o apelo. A passos lentos, apoiado em sua bengala, Seu Fernando e a esposa vieram em lágrimas entregar a vida a Cristo. Foi muito comovente ver o simpático casal de velhinhos, quebrantados, fazer a decisão pública de sua fé posta somente em Jesus Cristo, rompendo com a idolatria de todos esses anos.

Caiu a cegueira e arregalaram os olhos!
Paloma (CE) e Paulo Silas (SP) estavam na segunda visita a Dona Tica, que junto com sua filha Regina, ouviu atentamente o plano de Deus para a salvação do pecador. A primeira surpresa foi quando Regina leu em sua Bíblia a declaração paulina que só há um mediador entre Deus e o homem, que é Jesus. “O quê? Eu nunca soube disso! Então Jesus é o único mediador, então os santos não são mediadores, quer dizer que eu devo orar só para Jesus!” Disse, espantada, Dona Tica. E pediu: “Paloma, me fale sobre o que a Bíblia diz sobre os santos.” A dupla de evangelização abriu a Bíblia e esclareceu tudo, Dona Tica e sua filha ficaram chocadas com a clareza da Palavra de Deus em combater veementemente a idolatria e afirmar com toda força que a adoração e louvor devem ser dados somente ao Deus Triúno. “Estou chocada de ter sido idólatra durante toda minha vida, mas fiz isso por que não sabia da orientação da palavra de Deus. Mas, daqui por diante vou adorar somente a Deus, nunca mais dobro meu joelho diante de imagens de santo nenhum!”, disseram convictas Dona Tica e sua filha Regina.

Ouve, entende e rejeita
Sheyla (AM) tem chegado, a cada final de tarde, do trabalho de evangelização de casa em casa chocada e muito entristecida: “as pessoas entendem a mensagem do Evangelho; estamos nos esforçando para pregarmos com clareza, sabemos que as pessoas estão compreendendo, mas não querem aceitar Jesus como Salvador!!!”. O coração duro de parte do povo de Mauriti é a causa da tristeza da nossa jovem amazonense na evangelização do sertão. Ore por quebrantamento de coração para a população mauritiense.
Fonte: juvep.com.br

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Trabalhando na roça

Aqueles que semeiam com lágrimas, com cantos de alegria colherão. Aquele que lança a semente, voltará com cantos de alegria, trazendo seus feixes.


Salmos 126.5-6 NVI

A História de Mary Jones