sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Tomando o cesto e distribuindo o Pão!

E Jesus, chamando os seus discípulos, disse: Tenho compaixão da multidão, porque já está comigo há três dias, e não tem o que comer; e não quero despedi-la em jejum, para que não desfaleça no caminho.
Mateus 15.32

O que me impressiona neste relato da multiplicação dos pães e peixes, foi a forma em que Jesus chamou os seus discípulos e declarou sua compaixão pela multidão... O sertão nordestino hoje passa por uma fase tão qual a de anos atrás quando uma grande seca que matou seus animais e povo sofria a míngua de fome e sede, pais de família tiveram de sair em busca de ajuda e muitos destes até hoje não voltaram.
No texto acima vemos uma multidão seguindo Jesus e a três dias estavam sofrendo por estarem com fome, pois nada tinham para comer, então aflorou-se a compaixão de Jesus; e o que isso tem haver com o sertanejo? Vou lhes contar:
Hoje existem multidões de sertanejos que passam por grande fome, e muitos deles querem seguir Jesus, ou pensam estar seguindo a seu modo é claro, o fato é que querem seguir Jesus com fome, porque não tem quem sacie... Ou tem, mas são poucos ou não se dispõem, ou não são motivados a ir... Jesus mostra sua compaixão mostrando aos discípulos como deveriam fazer, não despachando o povo para que fossem embora sem ser alimentada, mas Jesus os leva a uma ação, a ação de tomar os cestos e distribuir ao povo os pães e os peixes. A compaixão que Jesus teve e tem, deve nos motivar a saciar a fome de uma multidão de sertanejos que vivem a míngua da palavra de Deus, e o Senhor Jesus nos convoca a tomar nossos cestos e distribuir o pão que da vida, água que vivifica o pecador e da uma nova esperança. O sertão nordestino precisa de Jesus, precisa ser alimentado, sua sede precisa ser saciada com o poder regenerador do evangelho de Cristo.

Missionário Sertanejo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A História de Mary Jones