quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Terminalidade

Não há opção. Não há como abrandar ou modificar a ditadura do tempo. Amanhã terminará aquilo que começou exatamente há um ano e daqui a um ano vai terminar o que vai começar amanhã. 2010 se retira à meia-noite e 2011 desponta em seguida. Tem sido assim desde a criação dos céus e da terra. Não se pode dizer que 2010 está doente e precisa sair para dar vez a um outro ano mais sadio. 2010 seria substituído por 2011, estando ou não sadio.

Outro fim inexorável é o fim da vida. Esse, sim, é mal visto e indesejado por quase todos. Em certo sentido, todos estamos no estado terminal, já que ninguém é absolvido da morte. Mas é na velhice que se pensa mais na morte. Temos inventado muitas expressões para nos referir à velhice de modo mais educado e encorajador: terceira idade ou a melhor idade etc. Outro dia, a advogada Ângela Tuccio, responsável pelo departamento jurídico do Hospital São Camilo, em São Paulo, usou uma palavra muito apropriada: esse último estágio da vida humana deve ser chamado de terminalidade.

Isso me fez lembrar a melhor descrição de terminalidade jamais escrita. Ela está no último capítulo de Eclesiastes, que descreve magistralmente a decrepitude humana — com a idade, tanto a audição como a visão diminuem progressivamente, as pernas ficam fracas e as mãos começam a tremer, os dentes caem, os cabelos ficam brancos, caminha-se perigosamente e passa-se a temer os lugares altos. O auge da terminalidade é descrito como a lamparina de ouro (o dom da vida) que cai e quebra ou como o pote de barro que se despedaça quando a corda que o prendia se parte. O leitor de qualquer idade fará muito bem se ler atenciosamente o 12º capítulo de Eclesiastes.

Há poucos dias, encontrei-me com um missionário irlandês muito enfermo. A doença é grave, progressiva e sem esperança de cura, chama-se ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica). Aos amigos, ele confidenciou: "Eu tenho ELA, mas Ele me tem!". Esse mesmo amigo, de 66 anos, também declarou: “Se o Senhor me curar, vocês verão a glória de Deus; e se ele não me curar, eu é que verei a sua glória!”.

Que neste novo ano, sua confiança em Deus, seu respeito por Jesus Cristo e sua disposição de não entristecer o Espírito Santo cresçam a olhos vistos, para você mesmo e para a comunidade. A esperança deve pesar muito mais do que as lamúrias neste final de ano e neste início de outro ano!

Elben César
Ultimato Online

domingo, 19 de dezembro de 2010

Um milagre para Milagres...

Atendendo um chamado especial de Deus, jovens e senhores e senhoras estarão na cidade de Milagres CE, levando a mensagem do milagre da salvação através de Jesus, e louvamos a Deus, porque a igreja olhou para o sertão e ao ouvir o clamor do povo que sem direção se encaminham rumo ao precipício. Deus tem usado o ministério Juvep para expansão da mensagem salvadora ao sertão nordestino, lugar dos esquecidos, é por isso que devemos fazer frentes de oração por esse ministério que tem abençoado varias cidades sertanejas com a pregação da palavra de Deus.

Milagres CE - Festa de nossa Senhora dos Milagres (Foto Claudio Bezerra)
No próximo projeto que será realizado em janeiro, as inscrições já foram encerradas, pois o numero já ultrapassou a meta do projeta para esta etapa no mês seguinte, mas já é possível fazer sua inscrição para o próximo no mês de julho.

(Extraído do site da juvep) Este projeto no mês de janeiro será realizado em uma cidade cujo nome é Milagres, uma homenagem à padroeira da cidade, Nossa Senhora dos Milagres. Nas suas origens, o lugar já se chamou Freguesia de Milagres.

Suas origens datam do Século XVIII, quando colonizadores brancos instalaram-se próximos ao sítio denominado Pilar, local onde ainda acostaram forasteiros e índios Tapuias, iniciando um conflito pro posses de terra, o que deu origem a um povoado.

As primeiras manifestações religiosas datam do ano de 1735, quando o Capitão Bento Corrêa Lima edificou a primeira capela local. As terras onde foi construído o patrimônio eram de posse do Capitão Bento e de seus filhos. Elas foram doadas no dia 16 de agosto de 1746.

A elevação deste povoado à categoria de vila ocorreu no dia 1º de abril de 1813. Sua elevação à condição de Município ocorreu no dia 17 de agosto de 1846.

É uma pequena cidade do cariri cearense, distante 402 km da capital do estado, com uma população de quase 30 mil habitantes. Apenas 1,1% de sua população conhecem a Cristo. Com apenas quatro igrejas evangélicas pequenas, é um município muito necessitado de mais evangelização. Cremos que uma nova igreja vai ajudar significativamente o crescimento do Povo de Deus na cidade e que o Projeto Missionário será um marco na vida espiritual de todos os seus moradores.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Plantação de Igreja em Currais PI

Louvado seja Deus, o sertão receberá mais uma força por parte da igreja...

Leiam este convite e façam sua inscrição o mais rápido possível, as vagas são limitadas! 95% responderam nossa enquete que a responsabilidade de evangelizar o sertão é nossa, então chegou a hora, só depende de você!



Amados Irmãos

Graça e Paz do Senhor Jesus Cristo!

Com forças unidas planejamos plantar mais uma igreja no Piauí. Nos dias 12-24 de janeiro, de 2011 funcionará este esforço evangelístico em Currais-PI, com base de apoio da ICE de Bom Jesus.

Desafiamos você irmã e irmão jovem / adulto para se desempenhar nesta nobre tarefa de levar a Boa Nova para muitos moradores da cidade de Currais. Além disso , você receberá um treinamento adequado pela equipe do Pr. Tinôco de Belo Horizonte. Você vai conhecer uma outra maneira de evangelizar a pessoa e retornar para sua igreja animado e com novas ideias. Venha e participe neste privilégio de ajudar nascer mais uma igreja no Piauí.

Os custos pra você são: Despesas da viagem, mais a taxa de R$ 60,00. Entre em contato com um dos três responsáveis até 20 de dezembro (veja no cartaz).

Que os Senhor da ceara chame o seu exército para realizar esta obra!
Saudações em Cristo Jesus

Pela equipe de coordenação
Martin Baumann                                                                                  Barras, 10 de novembro de 2010

sábado, 4 de dezembro de 2010

Exemplos de amor e fé: Prs. Silas e Oneide

 Quero nesta oportunidade fazer menção ao meu grande amigo e companheiro de luta Pr. Silas Queiroz. Os Prs. Silas Queiroz e Oneide trabalham na região do brejo paraibano e pra mim são exemplos de fé, amor e compaixão pelas vidas sedentas do evangelho.


No período em que estive na de cidade de Araruna – PB, cidade natal de minha esposa, tive a honra e o privilegio de conhecer este pastor que se tornou este exemplo em minha vida. O Pr. Silas estava dirigindo uma igreja grande na cidade de Ghuriem PB, quando por Deus foi chamado a ir para cidade de Araruna para assumir um trabalho que estava no inicio e já em ruínas, e apesar de estar em uma igreja grande e que ele mesmo depois de muita luta ter iniciado, atendeu o desafio e foi para Arauna, de lá coordenou aquele trabalho e ainda outros que foram abrindo, como o caso de Passa e Fica - RN, Pau Ferro e Cacimba de Dentro – PB. Sem medo e com poucas condições financeiras e quase sem condições, confiou nas providencias de Deus.

Impacto Passa e Fica no RN


Tudo parasse tão bonito, mas o Pr. Silas enfrentou coisas tremendas e as provações foram terríveis, situações que o fizeram sentir que ele não era forte a ponto de até querer desistir, entretanto confiava nos planos de Deus, e que jamais ele seria provado além do que pudesse suportar, e assim ele esta transpondo as barreiras pela fé. Tudo isso é para louvor e gloria do nome do Senhor. Quero aqui deixar palavras de força e animo ao meu amado amigo e guerreiro do evangelho de nosso Senhor Jesus.


Peço aos amados leitores do Missionário Sertanejo, que adotem os Prs. Silas e Oneide em suas orações.
Missionários Sertanejos e Prs. Oneide e Silas


A História de Mary Jones